13

 

falaremos da luz que invade a casa

 

e dos abismos que se instalam

todas as manhãs

nos andaimes que cercam a rua

 

sobretudo das raízes que lançamos

para encobrir a noite

 

e dos mortos

que nunca dormem

Anúncios

12

eis tudo o que tenho:

recontar as pedras

e colocá-las junto ao rio

 

erguer a ponte

onde tudo se move

 

que seja breve

a mão do tempo

 

que planta cidades

na boca do homem